HISTÓRICO

Turaco's Afro Breeder é o mais recente dos inúmeros projetos de Nelson Nóbrega, concebidos e realizados desde 1978, na Europa, sendo este na sua essência intrinsecamente ligado a África, seu Continente de alma e coração, com o epicentro em Angola, as suas raízes.

Em 1986 adquiriu 2900 m2 de terreno numa despida encosta na vila da Lourinhã, Portugal.
Tal como tinha idealizado fazê-lo em  1974, em Sá da Bandeira hoje Lubango, em Angola, seu País Natal, onde sempre sonhou construir a sua casa e criar a sua prole, na colina circundante da Nossa Senhora do Monte, a meia encosta no campo e com a maravilhosa vista de toda a cidade edificada no cimo da montanha da Chela.


A guerra civil que sucedeu à guerra colonial em Angola, que se alastrou e perdurou de 1974 a 2003, levou a refugiar-se na  África do Sul em 1975 e, em 1978, veio residir para Portugal.
Não tendo sido possível  concretizar o seu sonho no Lubango / Angola, idealizou neste espaço adquirido a Colina das Pedras, recriando o projeto do Lubango, mas na Europa.
Instalou um pequeno jardim botânico rondando as 2000 variedades de arbustos e árvores, sementes, bolbos e rizomas de plantas previamente selecionadas que permitissem representar a atmosfera, ambiente  e cheiros de África.

No seio desta conceção de " floresta tropical" iniciou-se, em 1987, a construção  da Vivenda Colina das Pedras, casa de família e para todos os amigos, à boa maneira africana, que ficou concluida após 9 anos, em agosto de 1996, altura em que passou a ser habitada.
E nesta pequena célula de África na Lourinhã, faltava o complemento .... Os sons de África.


TURACO'S  AFRO  BREEDER   -  Centro de Reprodução e Investigação
Reportamo - nos agora a 2009, no Kruger Park na África do Sul. Os sons estavam lá.
No meio de tantos ouviram-se e identificaram-se os sons da sua infância e do tempo militar no Chitado, fronteira sul de Angola com a Namíbia, os Go- Away ou "Galos do Mato" da savana, os Turacos, em alerta permanente ou os Red Crested, as "anduas", como os identificávamos no norte e centro de Angola. Daí o " insight", e a decisão ... A seleção do som que faltava na atmosfera da Colina das Pedras.

Atingida a reforma  e com base nos conhecimentos adquiridos em avicultura profissional ao longo de décadas de atividade, resolveu adaptar toda essa base técnica à avicultuira exótica e dedicar o resto da sua vida ativa aos Turacos, aves exógenas do seu continente e com algumas espécies específicas de Angola.
Em dois anos, ao longo de 2009 e 2010, fez o estudo dos Turacos, analizou todas as referências mundiais disponíveis acerca dos mesmos e identificou as áreas em que pretendia desenvolver o projeto.

1 - O estudo / investigação dos Turacos em cativeiro e nos habitats naturais visando a sua preservação.
2 - Atividades complementares emergentes do objetivo principal

Para o efeito, deslocou-se a vários países para contactos pessoais com produtores e técnicos  de referência na matéria de produção de Turacos, adquirindo diretamente e por seleção, a maioria dos " parents stocks" que passaram a constituir a base de trabalho genético da produção da "Turaco's Afro Breeder".

E, na Colina das Pedras,  construiu-se os primeiros aviários segundo as normas técnicas definidas como ideias para a produção, adaptando-as contudo ao espaço e vegetação existentes, incorporando esta mais valia ao bem estar das aves, que assim têm um ambiente e condições mais similares ao que encontram nos seus habitats naturais em África.

Com dois anos de existência, a 1ª fase do projeto concluída e 60% das espécies em cativeiro, apresentamos ao público a nossa organização,  a fim de podermos contar com a colaboração de todos quantos se identificarem com os objetivos da :